Duas imagens que falam por si

26/06/2017

Teatro de última geração, complexo de saúde, policlínica, centro de artes… Há literalmente inúmeros projetos para o elefante branco na esquina da Henry Borden com a Nove de Abril.

Entre tantas teorias, um só fato: o prédio está se deteriorando a olhos vistos. Fiz um GIF com duas imagens minhas, uma de 2009 e outra feita hoje cedo. As fotos (abaixo) falam por si.

O que podia ser uma solução se tornou um incômodo e gigantesco problema. Que precisa ser decidido e resolvido o mais rápido possível. Antes que a próxima foto desse local seja trágica.

►Leia todos os posts deste blog sobre o Teatro de Cubatão

Anúncios

Teatro volta às mãos da PMC

08/07/2009

Foto: Allan Nóbrega

A verdadeira tragédia grega que envolve a construção do Teatro Municipal de Cubatão ganhou mais uma reviravolta na tarde de ontem, quando a prefeita Marcia Rosa assinou a rescisão contratual da Prefeitura com a ONG Tudo Pela Cultura (Tupec). Com isso, a responsabilidade pelo teatro sai das mãos da entidade e volta para a Administração Municipal, após três anos de um contrato malfadado.

A Prefeita assinou a rescisão após fazer uma vistoria técnica ao prédio, onde constatou diversos problemas de infra-estrutura, agravados por seguidas invasões e saqueamentos por vândalos. Acompanharam a Chefe do Executivo os secretários de Obras, Wagner Moura, de Cultura e Turismo, Marilda Canelas, e de Negócios Jurídicos, José Eduardo Limonge, além de técnicos da PMC, o chefe de gabinete Gerson Roso e os vereadores Paulo Tito e Dinho (ambos do PT), que participam de comissão especial de vereadores na Câmara que trata do Teatro Municipal.

De acordo com Marcia Rosa, embora a responsabilidade pelos serviços fosse da Tupec, cabia à Prefeitura a fiscalização do andamento das obras. Após diversas denúncias de irregularidades na gestão do Teatro, a PMC enviou um ofício no início do mês passado pedindo explicações à ONG, que até hoje não respondeu.

A Prefeitura passou então a recolher diversos documentos que comprovassem o não-cumprimento das obrigações legais da entidade, como a falta de pagamento de contas de luz e água, para efetivar a rescisão contratual. O próximo passo agora, segundo a Prefeita, é ao menos recuperar a estrutura que já estava pronta antes dos problemas. “Precisamos recuperar neste momento pelo menos a iluminação, afinal um prédio deste tamanho às escuras à noite representa um sério perigo para quem passa pela região”.

Foto: Allan NóbregaEm um determinado momento da vistoria, talvez levada pela emoção ou pela indignação, a prefeita Marcia Rosa disse, em tom de desabafo, que a melhor solução era demolir tudo e recomeçar do zero.

Sinceramente, ela tem até razão. Vamos pensar um pouco: Cubatão é uma cidade relativamente pequena, com uma população de pouco mais de 100 mil pessoas e cerca de 140 Km². O projeto faraônico do Teatro parece que foi planejado para a Broadway ou algo parecido.

Isso sem falar que um teatro ser construído em uma área em que há três centros de saúde é, no mínimo, falta de bom senso. Ou alguém duvida do incômodo que um musical, por exemplo, poderia provocar nos pacientes do Pronto Socorro Central?

Infelizmente, o teatro já começou fadado ao fracasso. Mas como o estrago já foi feito, que pelo menos este elefante branco funcione a serviço da cultura cubatense. Desde que haja uma preocupação com o isolamento acústico, o prédio poderia ser a realização de um dos sonhos de Afonso Schmidt, como um verdadeiro polo de criação artística.

Imaginem um lugar onde a Banda Sinfônica poderia ensaiar, o corpo de baile tivesse um palco para trabalhar, os grupos de teatro fossem contemplados com seus espaços de estudos, as crianças da Cidade tivessem um local onde pudessem aprender atividades artísticas. Tudo isso é possível no Teatro Municipal de Cubatão, basta um administrador competente e a ajuda de todos os setores da sociedade, além – é claro – de uma punição exemplar aos que deixaram a situação chegar ao caos de hoje.

Acredito que esse seja um dos maiores desafios da Administração atual. Tomar para si a responsabilidade de viabilizar o Teatro exigirá um esforço de todos os setores do poder público. Estaremos de olho, torcendo para que essa interminável novela esteja chegando ao seu final.

Acompanhe a cobertura deste blog sobre o caso:

09/06 – Proteste Já: assista aqui

27/05 – Este é o Teatro Municipal

21/05 – Exclusivo: Teatro Municipal será tema do CQC

13/04 – Teatro Municipal é depredado

20/03 – Exclusivo: Bandidos furtam objetos do Teatro Municipal

09/02 – Putz Grill!


Proteste Já – assista aqui

09/06/2009

Para quem não teve a oportunidade de assistir ao CQC e ao Proteste Já sobre o Teatro Municipal de Cubatão, anunciado em primeira mão neste blog, acompanhe a matéria do programa da Band abaixo.

Parte 1:

Parte 2:


Este é o Teatro Municipal

27/05/2009

Todos já sabem que o programa Custe o Que Custar (CQC) irá denunciar o escândalo envolvendo o Teatro Municipal de Cubatão.

Mas o que ainda pouca gente viu é o atual estado do prédio. Em primeira mão, mostro imagens do interior do Teatro Municipal, em fotos exclusivas feitas por mim, ao mesmo tempo em que um inspetor da Petrobras vistoriava o local. A cobertura completa poderá ser vista na edição desta sexta-feira do Jornal da Cidade.

Há apenas um segurança cuidando do local, mas esta simpática cadelinha dá uma patinha, quer dizer, uma mãozinha.

Há apenas um segurança cuidando do local, mas esta simpática cadelinha dá uma patinha, quer dizer, uma mãozinha.

No saguão de entrada, o flagra. Um pedaço da cobertura do teto foi arrancado à mão, e a fiação elétrica cortada.

No saguão de entrada, o flagra. Um pedaço da cobertura do teto foi arrancado à mão, e a fiação elétrica cortada.

Detalhe da cobertura do teto arrancada.

Detalhe da cobertura do teto arrancada.

Quadro de avisos com mensagem provavelmente escrita por um dos invasores.

Quadro de avisos com mensagem provavelmente escrita por um dos invasores.

A geladeira é o único item que sobrou no refeitório, que foi saqueado.

A geladeira é o único item que sobrou no refeitório, que foi saqueado.

Na única sala que havia sido entregue, cadeiras quebradas e sujeira predominam entre o breu.

Na única sala que havia sido entregue, cadeiras quebradas e sujeira predominam entre o breu.

Outra parte do telhado, que ameaça cair.

Outra parte do telhado, que ameaça cair.

Fiação arrancada da parede. O prejuízo total pode chegar à R$ 100 mil.

Fiação arrancada da parede. O prejuízo total pode chegar à R$ 100 mil.

Atrás dos tapumes, a imagem do abandono.

Atrás dos tapumes, a imagem do abandono.

Mais um trecho do telhado completamente destruído.

Mais um trecho do telhado completamente destruído.

E pensar que tem dinheiro público neste local...

E pensar que tem dinheiro público neste local...


Exclusivo: Teatro Municipal será tema do CQC

21/05/2009

Uma equipe do programa Custe o Que Custar (CQC) da TV Bandeirantes está visitando Cubatão para gravar o quadro “Proteste Já”, em que Rafinha Bastos cobra das autoridades soluções para os problemas da cidade. O tema: o escândalo envolvendo as obras do Teatro Municipal.

Quem chamou a equipe foi o jornalista e ex-candidato à prefeito Dojival Vieira, que há tempos toca nesse assunto em seu blog. A produção do programa está na fase de coleta de informações. A Promotoria Pública não quis, por enquanto, gravar entrevista. Resta saber se o principal nome da história – Edson Carlos, o “Bombril” – vai ser achado para falar sobre o caso.

Entenda o caso na matéria publicada pelo Jornal da Cidade em setembro do ano passado.

Leia mais:

Teatro Municipal é depredado

Bandidos furtam objetos do Teatro Municipal

Putz Grill


%d blogueiros gostam disto: