Prestação de contas da PMC termina em caos

05/07/2017

5 de julho de 2017. Mais um dia daqueles em Cubatão.

No fim da tarde, uma das chaminés do Polo Industrial de Cubatão emitiu um fumacê nada convencional, que aliado ao vento, formou um “cogumelo atômico” em pleno centro da Cidade.

Logo depois, um evento de prestação de contas da Prefeitura de Cubatão virou o palco de mais um momento surreal.

Servidores públicos, profissionais do Hospital Municipal e Cursan, interromperam o evento logo em seu início, quando o prefeito Ademário Oliveira iniciava sua fala. Após cerca de 20 minutos de paralisação, alguém ainda não identificado surgiu detrás do palco e disparou um gás (provavelmente de pimenta) nos manifestantes e nas autoridades que estavam tentando reiniciar o ato. Resultado: tumulto generalizado e quase uma tragédia com centenas de pessoas intoxicadas.

Pra completar a noite, os ânimos exaltados de todos quase culminaram com uma briga campal em plena Praça dos Emancipadores.

Cubatão vive um momento dramático. Milhares de desempregados, uma máquina administrativa quase ingovernável, violência e intolerância. Caos, com C maiúsculo.

Que esse inferno astral coletivo passe o mais rápido possível.


Anúncios

Saindo da toca

12/04/2009

Criatividade é fundamental em todos os atos, especialmente na hora de protestar. Quando se junta isso a um toque de bom humor e ironia o impacto é muito maior que uma simples faixa ou discurso inflamado.

Um bom exemplo disso é o protesto que os vereadores da ala de oposição à Prefeita Marcia Rosa fizeram no desfile de 9 de Abril, na última quinta-feira.
Sem avisar ninguém ou dizer uma palavra, o vereador Bigode, do PP, apareceu ao evento com uma camisa com um slogan um tanto familiar, mas acompanhado de um desenho que não faz sentido aos olhos dos mais desavisados.
Reproduzo a ilustração abaixo, de um papel que encontrei nas imediações do desfile. Esta é a ilustração da camisa de Bigode:

gafanhotos1

Temos o coração, símbolo da campanha eleitoral de Marcia, o atual slogan da PMC e vários gafanhotos – lendária expressão cunhada pelo ex-prefeito de Santos Oswaldo Justo para se referir a militantes do PT de outras cidades que supostamente trabalhavam na administração santista nos tempos de Telma de Souza.

Agora, o termo volta à tona em Cubatão. Não são poucos os que especulam que pessoas de cidades como Monte Mor, Jundiaí, Santo André e outras localidades estejam na Prefeitura de Cubatão a serviço da atual administração.

O ônus da prova cabe a quem acusa, mas não deixa de ser engraçada e impactante a forma que a oposição criou para protestar. Pelo jeito, os tempos de cessar-fogo entre a situação e oposição terminaram. O próximo round já pode começar nesta terça, quando espera-se a volta de Adeildo Heliodoro, o Dinho, à Câmara Municipal, após 100 dias como Secretário Municipal de Finanças.

É aguardar para ver.


%d blogueiros gostam disto: