Posts

Virou bagunça!

Plenário vazio. Virou rotina na Câmara. (Foto: Allan Nóbrega - arquivo)

Hoje, pela segunda vez, a sessão da Câmara de Cubatão acabou antes do esperado.

Na semana passada, os trabalhos sequer começaram. A falta de dois integrantes do bloco de situação – o que na visão do líder da Prefeita, Adeildo Heliodoro (Dinho), poderia atrapalhar a aprovação de projetos de interesse do Executivo – provocou um acordo dentro do bloco do PT, que obstruiu a sessão legislativa.

Esta semana, nem sequer sabe-se o motivo, mas outro acordo, só que dessa vez entre todos os parlamentares, cancelou a primeira parte dos trabalhos (onde os vereadores apresentam seus requerimentos e indicações) e a sessão foi direto para a ordem do dia. Tempo total de trabalhos: 55 minutos.

Neste pouco tempo, foram aprovados o convênio da PMC com a OAB Cubatão para assistência judicial gratuita e uma cessão de próprio municipal à Associação Cubatense de Defesa dos Direitos das Pessoas Deficientes. Além disso, a prefeita enviou seu quarto veto a projetos da Câmara, desta vez um do presidente da Casa, Alemão, que criava estacionamentos de bicicletas em locais públicos.

Segundo a justificativa, a Prefeita entende que essa iniciativa só pode partir do Executivo, pois gera gastos à municipalidade. Ela prometeu que irá enviar projeto semelhante ao Legislativo, para que este seja aprovado.

Geraldo (à direita) "presenteia" Alemão. Foto: Allan NóbregaO vereador Geraldo Guedes, sempre ele, não se fez de vencido e fez mais um de seus “sutis” manifestos à atual administração petista. Entregou a Alemão uma camisa da equipe de ciclismo da Prefeitura, em “homenagem” a seu projeto ter sido vetado pela Prefeita.

Enquanto todos vão para casa mais cedo, a população mais uma vez é feita de boba, perdendo tempo para chegar ao plenário e tendo que ir embora antes sequer de esquentar as nádegas na cadeira. Parece que nossos nobres edis descobriram essa artimanha e toda semana irão nos brindar com novas desculp…, ops, justificativas para interromperem os trabalhos e retornarem a seus merecidos descansos. Afinal, não há problemas na Cidade mesmo…

Ah, lembram do caso Bigode? O pedido de investigação por parte da bancada do PT foi retirado, pois o Ministério Público entrou na parada e pediu explicações ao Legislativo.

Francisco Leite da Silva não está preocupado com isso. Pelo contrário, comemorou no último final de semana seu aniversário, em uma festa para 800 pessoas na Cota 200, que contou com a presença do vice-prefeito de São Bernardo do Campo, o Cãozinho dos Teclados Frank Aguiar!

Como fala uma das canções do segundo titular do Executivo do município do ABC, “lavou, tá novo”!

Anúncios
Posts

Gestão Transparente: os bastidores

Na última sexta-feira, a Prefeitura de Cubatão realizou na UME Luiz Pieruzzi o 3º Ato de Gestão Transparente, cujo objetivo era fazer um balanço das atividades da Administração e promover um intercâmbio entre os gestores e a população.

Se você quiser acompanhar a versão oficial, clique neste link. Agora, se você quer saber apenas o que não foi mostrado, continue a ler esse post.

Para começar, não vi muita participação popular, infelizmente. Até para encher o espaço, até o mais ingênuo pôde notar uma presença maciça de pessoas com crachás da PMC (muitos tentando os esconder, sem sucesso), parentes de autoridades e de funcionários públicos.

No momento da apresentação do secretariado (pela terceira vez nos últimos seis meses), a prefeita Marcia Rosa meio que tentava justificar o “sangue cubatense” de cada secretário, exceção feita ao chefe da Agove, Fernando Alberto, apenas apresentado como o que “organizou todo o evento”. Chamou a atenção a ausência do vice-prefeito Arlindo Fagundes, cuja relação com a chefe do Executivo já foi bem melhor.

Após a apresentação formal e dos discursos dos secretários, que disseram muito e pouco informaram – com especial menção ao chefe de gabinete Gérson Rozo, que fez às vezes de vice-prefeito e chegou a falar mais que a Prefeita – o mestre de cerimônias do evento, trajado com um terno e gravata pretos, ofuscados por uma camisa mais vermelha que a estrela do PT, anunciou a exibição de um vídeo com as realizações da Administração.

Feito pelos mesmos produtores do horário político da candidata Marcia Rosa em 2008, o vídeo deu várias cutucadas na última administração, condenada por todos os problemas cubatenses. Munícipes bem maquiados contaram as maravilhas da gestão atual, especialmente no transporte. Ao final, podia-se ter certeza de que a Suíça é aqui!

Merece destaque a presença dos vereadores situacionistas Dédinho e Dinho, que tiveram inclusive direito à discurso, em um evento que era do Poder Executivo. Dinho estava, aliás, muito à vontade. Tentou animar a plateia e até ensaiou passinhos de dança com a secretária de Cultura Marilda Canelas durante a apresentação das bandas musicais.

Sim, houve apresentações artísticas em uma prestação de contas. Aliás, a parte musical foi a predominante. Duas horas de música para uma de trabalhos realmente ditos.

Em um evento que não contou com nenhum órgão de imprensa presente, não faltaram frases de efeito da Prefeita. Fazendo referência às denúncias do vereador Geraldo Guedes de irregularidades na contratação da empresa responsável pela realização do casamento comunitário, Marcia Rosa não poupou palavras. “Apostei neste evento e não me arrependo. Se forem me cassar por causa disso, que cassem!”.

O público também tinha como opções acompanhar os standes das secretarias e órgãos públicos, sem nenhuma novidade em relação ao evento anterior. Muitos, inclusive, ofereciam panfletos e materiais de apoio confeccionados pela gestão do famigerado Clermont Castor.

Mas a alegria ficou por conta da CMT, que multou à vontade os carros estacionados em volta da escola e ignorou os ônibus e veículos públicos estacionados em cima da calçada em frente à unidade de ensino, forçando os munícipes a andar na rua, desviando das bicicletas e automóveis.

Mesmo assim, outros atos de gestão transparente virão. Que nossas autoridades tenham coisas boas para mostrar, além do gingado na hora de dançar e da qualidade de nossas bandas musicais.

Posts

Geraldo x Dinho – parte 2

Semana passada, falei da crescente rivalidade entre os vereadores Geraldo Guedes (PR) e Dinho (PT). Foi um dos posts mais polêmicos deste blog, com repercussões até dentro do Bloco Executivo do Paço Municipal. Ontem, tivemos mais um capítulo desta saga.

Geraldo mais uma vez acusou a atual administração de perseguir funcionários que procuram os vereadores do bloco de oposição, além de denunciar que a empresa vencedora da licitação para a entrega de kits escolares não irá cumprir o contrato, alegando falta de estrutura.

Foi o bastante para outra troca de ásperas palavras, que o nobre leitor não precisa ouvir novamente. Mas, ao final, os dois garantem: são só discordâncias políticas, nada mais!

Abaixo está a prova do que eles falam (ou não?):

Geraldo e Dinho: no plenário, disputa. Fora, respeito. (foto: Allan Nóbrega)
Geraldo e Dinho: no plenário, disputa. Fora, respeito. (foto: Allan Nóbrega)
Posts

Geraldo x Dinho

dinhoxgeraldo

Uma nova rivalidade vem tomando forma no cenário político cubatense. Têm se intensificado as discussões entre os vereadores Geraldo Guedes (PR) e Dinho (PT), ícones dos blocos de oposição e de situação à prefeita Marcia Rosa.

O ápice da discussão foi a declaração de Dinho que a atual administração economizou R$ 800 mil na compra de kits escolares para os alunos da rede municipal. Geraldo rebateu os dados com documentos da própria secretaria de Educação, dizendo que o valor economizado não chega a pouco mais de R$ 100 mil, e com a ressalva da compra ser em menor quantidade e em um contexto econômico diferente. Foi o bastante para acusações entre os dois edis, o que deixou Geraldo bastante irritado nos bastidores da Câmara.

Para conhecer mais detalhadamente o estilo de cada um, ouça abaixo as entrevistas concedidas pelos dois ao programa Radar Legislativo, apresentado pela jornalista Lissandra Martinho e por mim na Rádio Cacique AM 1510.

Cada entrevista tem cerca de 30 minutos, mas vale a pena, pois há declarações muito interessantes de cada um sobre a política cubatense.

Entrevista com Dinho (PT) – concedida em 30/05



Entrevista com Geraldo Guedes (PR) – concedida em 06/06

Posts

Oposição em xeque

 

O que você acharia se, de um dia para o outro, a vereadora por Santos Telma de Souza declarasse apoio à base de sustentação na Câmara do prefeito João Paulo Tavares Papa?

Uma situação absurda como essa acabou de tornar-se realidade em Cubatão. João Santana de Moura Villar, o Tucla (PDT), rachou com a oposição e declarou na sessão de hoje da Câmara sua entrada no bloco de apoio da prefeita Marcia Rosa.

Não preciso dizer o espanto geral de todos com a bomba – especialmente da oposição. O vereador Doda, seu colega de PDT, não quis comentar a situação. Geraldo Guedes e Bigode, dois declarados membros da oposição, sofreram para discursar. Cada palavra dita era veementemente contestada pela situação, em especial por Dinho.

O público que lotava a galeria superior do plenário, composto em sua maioria de “simpatizantes” do vereador Adeildo Heliodoro, o Dinho (PT), apelidado em fevereiro pelo ex-opositor Tucla de “primeiro-ministro”, não sabia se aplaudia ou acreditava na nova adesão ao bloco situacionista.

Os motivos que levaram Tucla a rachar com tudo o que disse nos últimos anos a respeito da prefeita só Deus e as paredes do Paço Municipal sabem. Até porque há toda uma história de desentendimentos entre Marcia e Tucla que são muito conhecidas no meio político da Cidade.

Outro ponto que deverá ser revisto é o acordo entre o chamado G-7 (que tinha Tucla como integrante) para a composição da mesa diretora do Legislativo nos próximos anos. Tucla estava na fila para assumir a presidência, mas a decisão de hoje pôs uma pá de cal nesta pretensão, caso não haja outro racha no grupo.

Nessa história toda, muitos ganham e muitos perdem. Todo governo precisa de uma oposição, para fiscalizar e observar “de fora” os erros e acertos da Administração. E o bloco oposicionista perdeu a sua mais expressiva peça. Marcia Rosa estava cercada, mas virou o jogo e está prestes a dar um xeque-mate. Os próximos capítulos prometem emoções fortes. Quem viver, verá.

P.S.: Agradeço à gentil citação deste blog pela coluna de Luiz Roberto, o “Raposa”, no Jornal Acontece da última sexta-feira. Se você chegou até aqui pela indicação, seja bem-vindo e volte sempre!

Posts

Saindo da toca

Criatividade é fundamental em todos os atos, especialmente na hora de protestar. Quando se junta isso a um toque de bom humor e ironia o impacto é muito maior que uma simples faixa ou discurso inflamado.

Um bom exemplo disso é o protesto que os vereadores da ala de oposição à Prefeita Marcia Rosa fizeram no desfile de 9 de Abril, na última quinta-feira.
Sem avisar ninguém ou dizer uma palavra, o vereador Bigode, do PP, apareceu ao evento com uma camisa com um slogan um tanto familiar, mas acompanhado de um desenho que não faz sentido aos olhos dos mais desavisados.
Reproduzo a ilustração abaixo, de um papel que encontrei nas imediações do desfile. Esta é a ilustração da camisa de Bigode:

gafanhotos1

Temos o coração, símbolo da campanha eleitoral de Marcia, o atual slogan da PMC e vários gafanhotos – lendária expressão cunhada pelo ex-prefeito de Santos Oswaldo Justo para se referir a militantes do PT de outras cidades que supostamente trabalhavam na administração santista nos tempos de Telma de Souza.

Agora, o termo volta à tona em Cubatão. Não são poucos os que especulam que pessoas de cidades como Monte Mor, Jundiaí, Santo André e outras localidades estejam na Prefeitura de Cubatão a serviço da atual administração.

O ônus da prova cabe a quem acusa, mas não deixa de ser engraçada e impactante a forma que a oposição criou para protestar. Pelo jeito, os tempos de cessar-fogo entre a situação e oposição terminaram. O próximo round já pode começar nesta terça, quando espera-se a volta de Adeildo Heliodoro, o Dinho, à Câmara Municipal, após 100 dias como Secretário Municipal de Finanças.

É aguardar para ver.