Este é o Teatro Municipal

27/05/2009

Todos já sabem que o programa Custe o Que Custar (CQC) irá denunciar o escândalo envolvendo o Teatro Municipal de Cubatão.

Mas o que ainda pouca gente viu é o atual estado do prédio. Em primeira mão, mostro imagens do interior do Teatro Municipal, em fotos exclusivas feitas por mim, ao mesmo tempo em que um inspetor da Petrobras vistoriava o local. A cobertura completa poderá ser vista na edição desta sexta-feira do Jornal da Cidade.

Há apenas um segurança cuidando do local, mas esta simpática cadelinha dá uma patinha, quer dizer, uma mãozinha.

Há apenas um segurança cuidando do local, mas esta simpática cadelinha dá uma patinha, quer dizer, uma mãozinha.

No saguão de entrada, o flagra. Um pedaço da cobertura do teto foi arrancado à mão, e a fiação elétrica cortada.

No saguão de entrada, o flagra. Um pedaço da cobertura do teto foi arrancado à mão, e a fiação elétrica cortada.

Detalhe da cobertura do teto arrancada.

Detalhe da cobertura do teto arrancada.

Quadro de avisos com mensagem provavelmente escrita por um dos invasores.

Quadro de avisos com mensagem provavelmente escrita por um dos invasores.

A geladeira é o único item que sobrou no refeitório, que foi saqueado.

A geladeira é o único item que sobrou no refeitório, que foi saqueado.

Na única sala que havia sido entregue, cadeiras quebradas e sujeira predominam entre o breu.

Na única sala que havia sido entregue, cadeiras quebradas e sujeira predominam entre o breu.

Outra parte do telhado, que ameaça cair.

Outra parte do telhado, que ameaça cair.

Fiação arrancada da parede. O prejuízo total pode chegar à R$ 100 mil.

Fiação arrancada da parede. O prejuízo total pode chegar à R$ 100 mil.

Atrás dos tapumes, a imagem do abandono.

Atrás dos tapumes, a imagem do abandono.

Mais um trecho do telhado completamente destruído.

Mais um trecho do telhado completamente destruído.

E pensar que tem dinheiro público neste local...

E pensar que tem dinheiro público neste local...

Anúncios

Exclusivo: Teatro Municipal será tema do CQC

21/05/2009

Uma equipe do programa Custe o Que Custar (CQC) da TV Bandeirantes está visitando Cubatão para gravar o quadro “Proteste Já”, em que Rafinha Bastos cobra das autoridades soluções para os problemas da cidade. O tema: o escândalo envolvendo as obras do Teatro Municipal.

Quem chamou a equipe foi o jornalista e ex-candidato à prefeito Dojival Vieira, que há tempos toca nesse assunto em seu blog. A produção do programa está na fase de coleta de informações. A Promotoria Pública não quis, por enquanto, gravar entrevista. Resta saber se o principal nome da história – Edson Carlos, o “Bombril” – vai ser achado para falar sobre o caso.

Entenda o caso na matéria publicada pelo Jornal da Cidade em setembro do ano passado.

Leia mais:

Teatro Municipal é depredado

Bandidos furtam objetos do Teatro Municipal

Putz Grill


Observações cubatenses

15/05/2009

Hoje tive tempo de fazer umas andanças pela Cidade e notei algumas coisas que quero compartilhar aqui. Não vou falar de política por enquanto. Acho que disse tudo o que pensava neste post. Aliás, agradeço ao jornalista Ademir Quintino pela gentil citação a este blog em sua coluna.

Vamos lá:

140509 015

140509 017

Quinta-feira, 20h30. O expediente terminou há pouco mais de duas horas e todos, todos os andares da Prefeitura, estão com as luzes acesas. Juro que dei uma espiada nas janelas, mas só vi umas duas ou três pessoas no térreo. Há dois meses, a PMC participou da famosa Hora do Planeta, apagando suas luzes por uma hora. Mas parece que a iniciativa não mudou a consciência de nossos administradores.

*****

Tenho percebido que em todo início de solenidade organizada pela Prefeitura, a anunciadora fala uma frase mais ou menos assim: “Prefeitura Municipal de Cubatão, Administração Marcia Rosa”. Espera aí.

Para que ficar botando o nome da prefeita em meio ao institucional da Municipalidade? Em Santos, por exemplo, é expressamente proibido fazer propaganda ou citar o prefeito no Diário Oficial. Em atos oficiais, só quando são enunciados os presentes ou anunciar a sua fala.

Isso foi uma medida defendida, vejam só, por Telma de Souza, em razão do ex-prefeito Beto Mansur, que aparecia quase que diariamente no órgão oficial da prefeitura santista e usava a estrutura municipal para se autopromover. Não precisamos da mesma atitude da alcaide aqui.

*****

140509 002

140509 003

Fui ao Bloco Cultural hoje e fiquei impressionado com o estado do carpete do auditório. Até pela ação do tempo, o tecido está se rasgando. As cadeiras já foram trocadas, mas algo precisa ser feito, pois está constrangedor.

*****

140509 019

Por fim, lembram-se da Praça Getúlio Vargas, cujo estado deplorável mostrei no ano passado? A atual Administração deu um grande passo, assumiu o trabalho que era para ser feito pela malfadada gestão Clermont e terminou o piso do local. Mas falta muita coisa. A iluminação está precária, o que torna-se um grande risco para quem passa pela região à noite. O outro lado só foi capinado, mas padece de uma reforma completa.

Fica este aviso e os demais.


Radar Legislativo – agora com site

12/05/2009

Logo

O Programa Radar Legislativo, apresentado todo sábado, ao meio-dia na Rádio Cacique pela jornalista Lissandra Martinho e por mim, agora tem uma página na internet.

No site é possível, por exemplo, ouvir os programas na íntegra, saber informações sobre o programa e como anunciar. Fica aqui o convite e, desde já, obrigado pela audiência!


Próxima parada: Poli-USP

07/05/2009

Prefeitura, Câmara e sociedade cubatense merecem os parabéns pelas tratativas para a instalação do campus da Poli-USP.

Que bom que todos perceberam que esta é a última chance que temos para tornar realidade uma luta que já dura 22 anos e que pode ser a oportunidade decisiva para mudarmos a história de nossa Cidade. Agora, é cobrar para que o projeto que crie a fundação que controlará o centro de ensino chegue logo à Câmara.

Todas as tratativas já foram brilhantemente realizadas por pessoas como Rodryell Pivato, professor Claudio Oller, professor Madeira, Geraldo Guedes, Nêga Pieruzi, Dédinho, Adeildo Heliodoro e tantos outros que peço perdão por não lembrar agora.

Agora, só depende da professora e prefeita Marcia Rosa. Que as diferenças ideológicas e políticas não sejam barreiras para o futuro dos jovens desta Cidade. Torço muito para que tudo dê certo. Agora vai!

COMO SERÁ A POLI-USP CUBATÃO

  • Localização: salas de aula no Cepema (próximo ao Pólo Industrial) e no antigo CSU (Parque do Trabalhador – Jardim Costa e Silva). Neste último, também haverá alojamentos, anfiteatro, conjunto poliesportivo e salas de apoio. Estuda-se a possibilidade de utilizar a área da Light para abrigar os professores e pesquisadores.
  • Recursos para as obras e manutenção do local: deputados estaduais da região já sinalizaram o envio de recursos do governo estadual. Além disso, haverá verbas municipais. Não está descartado apoio federal.
  • Gestão dos recursos: por meio de uma Fundação de Direito Público Municipal, a ser criada pela Prefeitura.
  • Participação da PMC nos recursos: inicialmente de 0,25% da arrecadação em 2010; em 2011 o valor sobe para 0,5% da arrecadação e em 2012 a cota é de 1%, índice definitivo para os anos seguintes. Está acertada outra fonte de recursos municipais. No leilão da folha de pagamento que a PMC efetuará em breve, parte dos recursos serão destinados a Fundação – o que ultrapassar os R$ 25 milhões.
  • Cursos previstos: Engenharia Química no primeiro ano. No seguinte, Engenharia de Produção e Engenharia da Informática. No futuro, expansão e criação de mais cursos, além de pós-graduação e extensão universitária.

Reflexões legislativas

07/05/2009

Por força dos meus afazeres profissionais, tenho acompanhado as câmaras de toda a Baixada Santista. Até há poucas semanas, achava que a cidade que tinha o legislativo mais confuso da região era Guarujá, onde os vereadores saem até no tapa.

Sinceramente, desde as últimas três sessões em Cubatão, já não duvido que nossa cidade tome o lugar da ilha santamarense neste triste ranking. Um show de declarações impensadas, trocas de acusações, discursos prontos e até viradas de mesa. Tudo isso em apenas 20 dias.

Para começar, a presença de uma claque de determinadas pessoas que, se precisarem, aplaudem até o espirro de um nobre edil. Sem falar que o ramo de comunicação visual da Cidade deve estar faturando muito, pois toda semana é batata: um mar de faixas lota o plenário, parabenizando, criticando e agradecendo a Deus e o mundo.

Saindo das galerias, vamos ao plenário. É vereador do partido A brigando com o vereador do partido B. É parlamentar do partido C discordando do outro edil do partido C. Temos representantes do povo que mudam de discurso como mudam de gravata e há quem até hoje não apresentou um requerimento sequer.

Isso sem falar nos filósofos que criam frases de pensadores franceses, torcedores fanáticos que declaram seu amor pelo time no meio da sessão, foliões comemorando o carnaval, barbeadores e até cusparadas lançadas ao plenário… Que beleza!

Enquanto isso, a produtividade é mínima. Para efeito de comparação, em média, a ordem do dia da Câmara de Santos tem nove projetos em pauta. No Guarujá, são 15 itens. Em Cubatão, apenas quatro.

Antes que o nobre leitor pense que tudo está perdido, vamos ao lado positivo. Transparência é o que não falta em Cubatão. Temos transmissão ao vivo pela TV, via internet e uma assessoria de imprensa competente. As galerias do nosso Legislativo estão sempre lotadas. E os vereadores são de fácil acesso.

Ou seja, nem tudo está perdido. Há dezenas de problemas, mas não suficientes para que percamos as esperanças. O jeito de melhorar a situação? Cobrando. Acompanhe as sessões, cobre uma postura do seu vereador sobre os problemas e questões da Cidade. É com o desenvolvimento de um senso crítico e de coletividade que uma sociedade prospera.

Vivamos, então, a democracia!


Sessão flashback

01/05/2009

Enquanto buscava por arquivos no meu computador, achei umas raridades musicais que quero compartilhar neste humilde espaço.

Para relembrar, ouça abaixo quatro jingles de campanha que, na minha opinião, marcaram época nestas terras cubatenses. Três recentes e um que, tudo indica, não será mais ouvido por essas bandas…

2008 – Marcia Rosa (PT)

Bate forte no peito / Bate forte a emoção…

2008 – Valter Pinheiro (PSDB)

Eô, eô, é o Pinheiro / Eu vou votar Pinheiro 45…

2008 – José Oswaldo Passarelli (PP)

Eu voto 11 / Vamos votar pra vencer…

2000 – Nei Serra (PTB)

Nei Serra é amigo / Nei Serra é direito…


%d blogueiros gostam disto: