Retratos da Cidade – parte 5

Estamos na semana do Carnaval e a empresa contratada pela Prefeitura já está preparando a Avenida Beira-Mar, no Jardim Casqueiro, para receber as escolas de samba e foliões que irão participar do desfile no próximo final de semana.

Enquanto são gastos milhares de reais na folia de momo, a poucos metros do palanque onde a prefeita irá acompanhar a festa, quem desfila para qualquer um ver é a poluição.

O trecho restante de mangue no Rio Casqueiro, na faixa que banha a avenida nas proximidades da Praça da Independência, sofre com a falta de educação de muitos que acham que o pouco que restou no local serve como lixeira.

Para piorar, muitos detritos e objetos jogados no mar vêm da Área Continental de São Vicente, vizinha à região cubatense, e de outros locais, trazidos pelas correntes marítimas.

O problema é que parece que há tempos uma limpeza não é feita no local, o que ajuda a acabar de vez com um dos principais ecossistemas do país. Os pobres siris que o digam. Os pequenos crustáceos que habitam o local precisam desviar de caixas de leite, garrafas PET e até de sapatos velhos. Pobre natureza.

Mas é carnaval! Que o mangue e a preservação do meio ambiente espere até a quarta de Cinzas…

Abaixo, um vídeo em que mostro esta situação. Neste caso, imagens falam muito mais que palavras.

logo_retratos1

Mangue do Rio Casqueiro – Av. Beira-Mar (Jd. Casqueiro)

Anúncios

2 Responses to Retratos da Cidade – parte 5

  1. Geraldo disse:

    Allan, fico agradecido com o envio desta matéria que tenho a certeza será novamente alvo de criticas por parte deste Vereador. Sua preocupação demonstra o carinho pela nossa cidade,. pode ter a certeza que tomarei providências no sentido de sanar estes problemas. Coloco-me a sua inteira disposição para posteriores esclarecimentos. Um forte Abraço.
    Vereador Geraldo Guedes.

  2. Sonhador disse:

    Concordo plenamente. A minha infância acabou a poucos anos e não posso deixar de citar que sempre joguei bola nos campos que beiram a conhecida maré.

    Nos meus 18 anos de vida e que me entendo por gente a pelo menos 10, sempre detestei esta sujeira lá existente. Com os anos eu só vi isto aumentar e tenho muita fé que agora a Márcia vá tomar uma providencia sobre isto.

    Mas tem que multar quem joga lixo lá também. Eu vi neste carnaval uma familia jogando uma cadeira lá na maré, isto é um absurdo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: